das contemplações nos morros cariocas

contemplo o Rio de Janeiro
e ele me contempla também.
a começar pelo seu nome;

o rio
há de desaguar no mar
- de onde Marisa vem.
e eu rio.

e janeiro
que é mês de mar e veraneio
- meu mês inteiro.
e eu rio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

com as mãos frias e os pés gelados junta, mais uma vez, os cacos do coração despedaçado no solstício de inverno e no deserto frio que ...