alvíssaras

um dia
eu quis muito, quis muito
quis voar até o mais alto
e correr até o mais longe
e entrar no mais profundo
e fazer todas as coisas

hoje eu só quero poder ir
assim, devagar

de acordo com o que minhas pernas
conseguem andar

de acordo com o tempo que meus plantios
levarem para crescer

sei que plantei boas sementes,
finalmente.

"sê paciente, sê grato."
gratidão rega as sementes que plantamos


Nenhum comentário:

Postar um comentário

da transmutação do tudo em nada ou do nada em tudo

quanto mais ando mais quero andar quanto mais sei mais quero saber mas quanto menos quero melhor estou quanto menos almejo ...