não sabia que poderia existir
tantos sentimentos diferentes
improváveis, infinitos.
achava que conhecia tudo,
que tudo havia sentido.

não evito o que sinto.
o que sinto, deixo germinar.
alguns não vingam,
mas outros crescem, florescem.
e desses, alguns morrem depois.
mas alguns outros, poucos, poucos,
serão árvores centenárias.

livramentos

me perco nas palavras bonitas nas frases bem ditas das linhas benditas que são escritas em livros de todos os tempos logo, me perco no ...