não sabia que poderia existir
tantos sentimentos diferentes
improváveis, infinitos.
achava que conhecia tudo,
que tudo havia sentido.

não evito o que sinto.
o que sinto, deixo germinar.
alguns não vingam,
mas outros crescem, florescem.
e desses, alguns morrem depois.
mas alguns outros, poucos, poucos,
serão árvores centenárias.

a riqueza do vocabulário versus a falta do verbo

mais do que qualquer outra coisa é meu apreço pelas palavras que me faz escrever a vontade de ter um grande léxico de palavras inesquec...