não sabia que poderia existir
tantos sentimentos diferentes
improváveis, infinitos.
achava que conhecia tudo,
que tudo havia sentido.

não evito o que sinto.
o que sinto, deixo germinar.
alguns não vingam,
mas outros crescem, florescem.
e desses, alguns morrem depois.
mas alguns outros, poucos, poucos,
serão árvores centenárias.

such a sad affair

I like to use songs to describe my feelings like to use their meanings to speak the words I can't