eremita no mar

nunca quis tomar nada.
nem remédio, nem juízo.
nem deu aviso prévio
e se deu o direito de exílio.

entre copos de ácido ascórbico
e comprimidos de betacaroteno,
tomados a fim de equivaler o receituário especial,

tinha um astrolábio, um telescópio,
uma caneca de chá para as tosses de sereno,
um incensário e um prato cheio de cristal.

a riqueza do vocabulário versus a falta do verbo

mais do que qualquer outra coisa é meu apreço pelas palavras que me faz escrever a vontade de ter um grande léxico de palavras inesquec...