dois haikais sobre ser dois

a cada balanço
percebo que ainda amo
todos e todas que amei

a cada descanso
percebo quão sobre-humano
esse amor que acumulei

Nenhum comentário:

Postar um comentário

da transmutação do tudo em nada ou do nada em tudo

quanto mais ando mais quero andar quanto mais sei mais quero saber mas quanto menos quero melhor estou quanto menos almejo ...