auto poética

olho para o que escrevi
e na maioria das vezes odeio
mas deixo passar, deixo ali,
para sempre me lembrar
o quão patética eu consigo ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

com as mãos frias e os pés gelados junta, mais uma vez, os cacos do coração despedaçado no solstício de inverno e no deserto frio que ...