éster do ácido benzoico

em certos momentos da vida
a dor não vai passando esquecida

triste,
persiste no triste.
insiste no triste.

entristece
e estabelece
por entre tramas tamanhas
adentrando as entranhas
bem devagar, quase inerte
até que se desperte.

o tempo de amor.
que é também o tempo de dor.

dor de pesar.
o pesar de ombros.
os pesares do ombro.
o chorar nos ombros.
e o cheiro dos ombros também.

...e falando em cheiro,
um tiro certeiro
e um leve desespero

brilhante...
anestesia
o tempo-espaço
e a nostalgia
do que já foi
e do que poderia ter sido;
o que não vai ser.


da transmutação do tudo em nada ou do nada em tudo

quanto mais ando mais quero andar quanto mais sei mais quero saber mas quanto menos quero melhor estou quanto menos almejo ...