choveu

mas me lembrei do sol que veio,

sol que em certo momento veio,

porque tinha que vir,

e tocou determinada pele,

e que fez brilhar algo que está lá no âmago,

- la no cerne

algo que transpareceu no fundo dos olhos que são escuros

mas que ficaram tão translúcidos

que eu soube.

e através de óculos escuros

que deviam disfarçar uma timidez idiota

eu via e não conseguia encarar,

mas eu soube,

e, então,  só quis o momento seguinte, esperei todos irem...

.. para, quem sabe?! tentar alcançar esse cerne

com a língua.

da transmutação do tudo em nada ou do nada em tudo

quanto mais ando mais quero andar quanto mais sei mais quero saber mas quanto menos quero melhor estou quanto menos almejo ...