Soneto pro Fim de um Ciclo

Naturae Morte por Olaf Hajek


depois de tanta invertida,
tanta coisa acontecida,
em curto espaço de tempo,

- um tropeço no cosmos.
uma chuva de meteoros,
um acesso de vento.

então o acaso
parou de descaso
reduziu o compasso
e acabou com o mormaço;

menos calor na rua
mais brilho na lua
mais cheiro de mata
mais tempo na fermata

Nenhum comentário:

Postar um comentário

da transmutação do tudo em nada ou do nada em tudo

quanto mais ando mais quero andar quanto mais sei mais quero saber mas quanto menos quero melhor estou quanto menos almejo ...