Bom Dia

acordo agradecendo pelos sentidos,
pelo dia incomum, os barulhos de passo pela casa
por ter lido aquele livro em janeiro

acordo agradecendo o filme assistido,
o cheiro de café que sempre vai ser cheiro de família,
as experiências do meu último veraneio

acordo agradecendo pela chuva que se dá
lava a cidade, lava o ar, limpa o olfato

ainda bem que hoje tenho o paladar 
para o chá e para o suco de acerola,
ainda bem que agora tenho o olhar
para dias de cores e para o que faz ali fora

da transmutação do tudo em nada ou do nada em tudo

quanto mais ando mais quero andar quanto mais sei mais quero saber mas quanto menos quero melhor estou quanto menos almejo ...