Notas Insones III

Backmassage-2007-b.-viveros_large
(Brian M Viveros)

...e aí pintei as unhas dos pés de vermelho,
antes que o politicamente chato me proíba,
e também fiz extravagância,
comprei mais uma fragrância
comprei cigarrilha, comprei Cohiba.

...foi então que perguntei para o abismo,
sobre o meu destino até o mês que vem e
ele só me deu eco, engoliu meu ego,
que egoísmo.

Eco, um ecocardiograma pode mostrar infartos
que podemos ter sem sentir.
Até então eu não sabia que era possível
infartar sem sentir.

mas sempre soube que
sou dona do meu nariz
dos meus ventrículos
e das minhas artérias.

... e agora, enquanto chove forte,
imagino olhos claros da mesma moça nordestina,
canto mais uma vez acrobatic blood, concertina
reclamo do nosso amor que não foi.

acetona nas unhas, pego o isqueiro,
sei que caio numa tentação ou noutra,
e sei que caio depois no meu travesseiro

sei que minha cabeça alcoolica
fica um pouco paranoica
mas logo em seguida, passa,
e aí o zepelim passa
e o infarto passa
e passo outro esmalte

e o isqueiro sempre some
e o abismo sempre engole
o que dizemos e depois cospe

e aí sobra esse eco

da transmutação do tudo em nada ou do nada em tudo

quanto mais ando mais quero andar quanto mais sei mais quero saber mas quanto menos quero melhor estou quanto menos almejo ...