Conclusão

5959343521_dce0252c37_large


                                                             para Samira Assis


Torçam, distorçam, contorçam
alguns vieram e já se foram
outros vieram e ficaram até então
mas certeza de amanhã
é só uma

mesmo que eu morra daqui a pouco
mesmo que eu esteja louco
mesmo que eu esteja morando em.., sei lá, Tóquio
reclamando do stress ou do ócio
ou então em Viena ou Berlim
ou então num nomadismo sem fim
só uma

cito coisas inimagináveis
porque são várias as variáveis
mutáveis as chances mudanças
e infinitas as andanças
me deixando certeza
só de uma coisa

a dos perfumes que não sei o nome e tons pastéis
a dos seus quadros e livros e pertences
a que me lembra hijabs e sonhos parisienses
a do anel de borboletas e medo de avelã
e praias paradisíacas misturadas com Chopin
e o verão de setenta e oito

clichês à parte,
está até na novela tosca
que deixa a canção tosca
mas, para mim, vai ser
sempre adeus Lenin, oras

certeza só uma
um caso de amor eterno,
de brilho eterno,
que não acaba amanhã ou depois
o verão de setenta e oito
foi é será
agora

da transmutação do tudo em nada ou do nada em tudo

quanto mais ando mais quero andar quanto mais sei mais quero saber mas quanto menos quero melhor estou quanto menos almejo ...