Notas Insones VI

de cór,
vou terminar minha primeira composição
concluir essa segunda opção
prestar atenção no que ele ouve
e guardar só quem de fato me soube

a próxima cor,
- a oitava maravilha
o descarte correto da pilha
casa alugada e a consciência
da consequência.

a cor de agora,
- a mania de pisar no meio-fio
e não reclamar da chuva e do frio
olhar pra janela, botar um vinil
sem nem duas décadas de uma vida senil

outra cor seria
- a ausência de uma
entende-se preto ou transparente
nula ou incandescente
ausência para poder ser pintada
quando a asa estiver meio desbotada.

vou escolher quais e quantas cores nas asas
não algo fácil de se fazer, mas que se faz
cedo ou tarde, no farol ou no cais
com água, com vinho
contigo ou sem tigo - risos

não, não me tornar borboleta quando envelhecida
dizendo que a vida foi muito corrida
porque quem corre é o tempo,
e quem me disse foi o vento
que levanta meu cabelo.

livramentos

me perco nas palavras bonitas nas frases bem ditas das linhas benditas que são escritas em livros de todos os tempos logo, me perco no ...