Mudou-se

Catarina,
menina do cabelo de fogo
do olhar que tem gosto
menina do vestido verde-água
cor de alegre mágoa
derramou-se num turbilhão de sonhos
e diluiu-se num turbilhão de lágrimas.

tropeçou no destino improvável...
o vestido é de paetês, uma verdadeira fantasia
agora, uma cor de magoada alegria
menina já não é mais.

apagou o fogo dos cabelos com um breu
e agora já não existem cabelos como os teus
o novo tom escolhido foi 2.31
e não sobrou feixe de luz algum.

- Manda lembranças minhas para Catarina
pois a quero muito bem

Catarina? Não, teu nome é Juliana agora.

da transmutação do tudo em nada ou do nada em tudo

quanto mais ando mais quero andar quanto mais sei mais quero saber mas quanto menos quero melhor estou quanto menos almejo ...