Omodé


Crianças, olhos do mundo
Coração do mundo
Pulmões do mundo

Crianças,
felizes mesmo na solidão
na miséria
na rejeição
no trabalho

Crianças que cuidam de outras crianças
Que epartem até o que não têm
Que tentam ensinar os mais velhos
Que têm pena dos cachorros da rua
Que sonham com um mundo sem guerras
Que rezam por um mundo sem fome
- assim que descobrem o que são essas coisas

Crianças dão abraços sinceros
Crianças colorem o cinza
Crianças viram estrela em céu nublado
Crianças têm os olhos brilhantes
Olhos de quem tem esperança

São olhos que dizem
"vamos brincar?"
em qualquer momento



livramentos

me perco nas palavras bonitas nas frases bem ditas das linhas benditas que são escritas em livros de todos os tempos logo, me perco no ...